A cidade de Itaperuçu

Essa é a cidade onde moro. Uma cidade fora do radar para muitos curitibanos. Essa cidade é muito famosa por sediar uma das principais, senão a maior empresa de extração e tratamento de um minério, que depois de processado, nós conhecemos por cimento. Pois é, quem diria, uma cidade praticamente anônima, sustenta a maioria das obras de construção civil nas grandes cidades e pequenas cidades desse Brasil. Mas Rio Branco do Sul, também tem sua importância, pois a fábrica da Votoran que fica no centro de Itaperuçu, entrou em estado de parada total. Ali poucas coisas funcionam. Acredito que os donos estejam planejando outros rumos para essa mega construção. 

O fato é que Itaperuçu vem crescendo muito e prevejo uma pressão para que essa fábrica saia do centro da cidade, uma vez que perdeu seu papel social para o desenvolvimento da cidade e, passou a ser um grande estorvo para o planejamento habitacional.

As principais atividades nessa cidade são mineração de calcário, extrativismo vegetal (madeira), lavoura e pecuária familiar. Possui alguns mercados, umas poucas farmácias, quatro ou cinco, dois postos de combustível, algumas lojas de calçados e roupas, casas de material de construção, bares e igrejas.

Os grandes eventos aqui são bem limitados… Isso significa que tirando festas de aniversário da cidade, quermesse, bingos beneficentes e virada de ano, a coisa aqui só fica interessante se vier alguma companhia de circo.

É um lugar onde não houve planejamento habitacional e quase 90% da cidade não tem uma rede de esgoto adequada ou mesmo nem tem esgoto. 

Essa falta de planejamento inclui ruas mal pavimentadas que não foram pensadas para ciclistas e menos ainda para cadeirantes.

Sobre vitorcrdias

Quase um analista de sistemas formado. Atualmente desenvolvedor autônomo com experiência em: Java, JavaScript, HTML, CSS, C#, Python, Haskel, ASP.net. Plataformas web, desktop e mobile. Apaixonado por jogos de FPS, Corrida e luta. Amo ver filmes online grátis. Interessado em conteúdos Hacker.
Esta entrada foi publicada em Local com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *