Um milionário por dia

Recentemente eu estava indagando minha percepção sobre tanta corrupção e o que eu poderia conseguir fazer se pelo menos R$ 1.000.000,00 viessem parar na minha mão ou por acidente ou por mérito.

Descobri que não gastaria 1 centavo e emprestaria para bancos(100.000-250.000) em troca de uma renda mais alta que a poupança da CEF. Mas ouça meu conselho, se você como eu, pretende viver de renda passiva a partir dos juros desse milhão, gaste apenas o que sobrar acima da inflação, sempre deixando que o milhão cresça e não fique estagnado (perdendo valor devido a inflação). Isso significaria que num rendimento de 5.000 ao mês, você poderia apenas consumir algo entre 1.000 e 2.000 por mês, deixando o resto para render junto com o capital. Assim, não haveria perda de poder de compra. Por isso não vale à pena guardar dinheiro enterrado ou de baixo do colchão. (rsrsrsrs).

Agora você pensa na quantidade de brasucas que vivem seu dia a dia gastando seu dinheirinho suado e parte dessa grana vai para o governo(municipal, estadual e federal).

Uma dona de casa vai ao mercado fazer sua compra mensal para o sustento do lar e para sua surpresa descobre que quase 40% do valor bruto pago é puro imposto (dividido entre os governos).

Uma pessoa que foi às compras e escolheu uma blusa(89,90) e um perfume(199,00), pagou 288,90. O cupom registrou 40,35% de imposto. Isso deu R$ 116,56. Agora pensa isso em números milionários! Se o governo quisesse, poderia acabar com a pobreza facilmente, convertendo um milhão para cada pessoa pobre a cada 24 horas, pois somos milhões fazendo compras todos os dias. Mas afinal, para onde vai tanto dinheiro?
O Governo fala muito pouco sobre o que faz com o excedente, mas é sabido que investe em segurança(várias classes de polícia, pesquisas militares) , saúde(avanço da medicina), educação(escolas(Algumas nem existem onde deveriam existir), creches, bibliotecas, materiais escolares, alimentação, professores, diretores, psico-pedagogos(algumas escolas nem tem, mas deveriam ter), moradia(Compra de terrenos pela prefeitura e União), alimentação(Os programas incluídos no BF), transporte(Algumas estradas em péssimas condições).

Curitiba é um exemplo de cidade que poderia a cada 48 horas, criar um novo milionário. Isso eu digo, baseado na estratégia de coletar apenas 1 real de cada cidadão acima de 18 anos e que tenha algum tipo de renda. Segundo dados de 2015, quase 1.000.000 de curitibanos já tinham carteira assinada, mas em 2017 foi a segunda capital no ranking de demissões.

Já São Paulo e Rio, juntamente com Minas Gerais, que são estados extremamente populosos, poderiam formar talvez até 3 novos milionários a cada 24 horas.

Sobre vitorcrdias

Quase um analista de sistemas formado. Atualmente desenvolvedor autônomo com experiência em: Java, JavaScript, HTML, CSS, C#, Python, Haskel, ASP.net. Plataformas web, desktop e mobile. Apaixonado por jogos de FPS, Corrida e luta. Amo ver filmes online grátis. Interessado em conteúdos Hacker.
Esta entrada foi publicada em Brasil, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *